aliados-de-um-envelhecimento-saudavel

2 aliados para um envelhecimento saudável

Nas últimas décadas, o número de idosos no Brasil dobrou, segundo pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, e esse número tende a continuar aumentando. Entretanto, infelizmente não são todas as pessoas que conseguem envelhecer de forma saudável.

Devido a isso, o processo de envelhecimento, apesar de natural, costuma preocupar os familiares e o próprio idoso; pois é comum aparecer mais problemas de saúde e se intensificar os atuais conforme a idade do indivíduo aumenta.

Apesar de haver alguns fatores que fogem do nosso controle, o estado de saúde de uma pessoa está diretamente relacionada aos cuidados que esta tem ao longo de sua vida, o que determinará se ela terá ou não uma terceira idade saudável e ativa.

Abaixo você confere dois dos principais aliados para se ter qualidade de vida e um envelhecimento saudável.

1 – Alimentação Balanceada

Com o passar do tempo as necessidades de ingestão de nutrientes das pessoas mudam, os idosos passam a comer menos, fazendo com que seja mais difícil atingir a recomendação diária de nutrientes essenciais responsáveis pela redução de vários problemas de saúde relacionados à velhice.

Uma alimentação balanceada, rica em proteínas, vitaminas, fibras e minerais é fundamental para envelhecer de forma desacelerada e com boa saúde.

Nossa sugestão? Busque orientação de um nutricionista! Ele(a) é a pessoa mais indicada para avaliar sua condição atual e montar uma dieta pautada nas suas necessidades nutricionais.

2 – Atividade Física Regular

A prática regular de atividade física tem impacto positivo no corpo e na mente; ela ajuda evitar a obesidade (problema que coloca em risco a vida do indivíduo, independentemente de sua idade), também ajuda na diminuição de dores crônicas e, previne e diminui a intensidade de algumas doenças: depressão, diabetes, problemas cardiovasculares e respiratórios, entre outras.

Os exercícios também fortalecem os músculos, tendões e ossos, melhorando a capacidade física, cognitiva e autoestima, o que contribui para manter o idoso ativo, independente e minimiza os riscos dele sofrer lesões, quedas e outros acidentes.

Praticar atividade física é essencial para uma vida saudável, mas é preciso praticar com moderação, de modo a minimizar os riscos de lesões e outros possíveis problemas.

Para isso, a melhor opção é, antes mesmo de iniciar a prática de alguma atividade física, faça uma avaliação com seu médico para identificar quais são suas limitações, depois busque auxílio de e um educador físico, para te orientar na execução dos exercícios ou na prática dos esportes.

Outros aliados

Confira abaixo mais alguns dos diversos fatores que aliados do envelhecimento saudável.

Exercitar a mente: para evitar problemas como o Alzheimer, é preciso combater o declínio cognitivo, e isso se dá com a realização de atividades que exercitem a mente como: jogos de tabuleiro, leitura, jogar vídeo-game, estudar, aprender um novo idioma, tocar um instrumento musical, etc.

Dormir bem: A privação do sono pode trazer sérios problemas à saúde: esgotamento físico e mental, problemas de memória, depressão, etc. Cada pessoa tem uma necessidade específica, mas dormir entre seis e nove horas já é suficiente.

Convívio social: A solidão tem um grande impacto na baixa qualidade e expectativa de vida dos idosos. Por outro lado, estar rodeado de familiares e amigos tem um impacto contrário e pode aumentar a expectativa de vida do indivíduo em até 50%. Se envolver em atividades sociais, se sentir útil e conhecer pessoas novas também contribuem positivamente para o mesmo objetivo.

Conclusão

Envelhecer de forma saudável começa com o reconhecimento e aceitação das mudanças no próprio corpo, e envolve maturidade e força de vontade para abandonar alguns hábitos ruins e trabalhar em novos em prol da saúde e qualidade de vida.

O envelhecimento não deve ser considerado um problema ou obstáculo, é preciso ser encarado como uma dádiva, um presente recebido e que precisa ser cuidado.

É importante buscar auxílio de profissionais: nutricionista, educador físico e médicos. Esses profissionais serão responsáveis por garantir a prevenção e manutenção da sua saúde, através de um planos nutricionais e de atividades físicas, acompanhamento médico periódico com intuito de prever e/ou tratar problemas na saúde e acompanhamento de um psicólogo, que acompanhará o estados de saúde mental e emocional do paciente.